Domingo, 1 de Junho de 2008

Um super-guerreiro pela monção

Considero um escândalo a moda dos Tokyo Hotel, e sinto-me ultrajado, enojado e rebaixado por ainda nenhuma autoridade ter feito sequer um esboço de terminar esta que é já, sem réstea de dúvida, uma das mais perpetrantes polémicas a nível mundial. Não quero saber de teorias de exploração infantil, de serem um exemplo perfeito de marketing juvenil, de as músicas terem um nível de qualidade equivalente ao do fresco e borbulhante excremento que se pisa no passeio quando estamos atrasados para o trabalho e portanto sem qualquer hipótese de regressar a casa e como tal obrigados a levar os inebriantes odores a todos os colegas de trabalho (não que isto seja uma história verídica), nem sequer considero merecedor que mais que um subtil esgar da sobranceha o facto de o vocalista se assemelhar, a muitos níveis, a uma gaja. E ainda por cima uma gaja gira.

 

Nem, de todo, que este mesmo vocalista, claramente, esteja a armar-se em Son Goku. Agora, que se esqueça que antes de chegar ao nível quatro de Super-Guerreiro ainda existem outros três níveis de poder, isso sim, é inadmissível, insuportável, inenarrável! Como é que o Son Goku derrotou o Freezer e o Buu-Buu, ó Billy, não foi de certeza com essa cabeleira negra e eyeliner! Lamentável!

 

 

Nota: agradecimentos ao meu manitum pela sugestão para mais um episódio do Ataque dos Clones;

Nota - O Regresso: sempre tive para mim que a melhor maneira de chatear as fã dos Tokio seria mandar a referida piadinha de como o vocalista parece mesmo uma mulher, mas garantiram-me que mesmo entre as meninas mais novas essa piada já está ultrapassada, é yesterdays news, do mais demodé, completamente passé, assim a modos que blasé. Ao saber disso, admito que me senti um tecla três do telemóvel, um verdadeiro durf (admito que nem sei se será assim que essa coisa se escreve, mas pronto, sigamos);

Nota - A Vingança: afinal, parece que não é "Tokyo Hotel", mas sim "Tokio Hotel", mas não é que o erro seja meu - é mesmo deles;

Nota - Assim A Modos De Coisas Que Enfim: afinal parece que o terceiro nível de super-guerreiro existe mesmo, como demonstrado pelas amostras a seguir apresentadas do irmão gémeo do Bill, o Tom, sendo que é ele o guitarrista da banda. Mas não pensem que nos deixamos iludir, Billy e Tommy, porque afinal que versão é que se sacrificou para salvar o Universo do Cell, hã? Ah, pois é!

 

 

publicado por Rui às 12:32
ligação | comentar
1 comentário:
De Anónimo a 21 de Setembro de 2008 às 02:23
definitivamente vc eh um idiota q nao sabe se quer onde esta o seu nariz....e escreve mal pra porra, ei esse blog eh ridiculo e eu acho q o emo eh vc....pq nunca vi ser tao otario...ve se termina essa bosta de blog q seria um bem q vc estaria fazendo a internet....


Comentar post

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Artigos recentes

assim a modos que daquela...

coisas em que não se pens...

também é verdade

os anéis no céu

P.A.C. Man

no trabalho

emoções

à procura...

#1

intenções

RSS

:.