Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

Pac-Man-People...

"Não sabias, pequenito? Pois ficas a saber agora. Existe uma cadeia alimentar clara no mundo dos professores! Claro que sim! É ver os professores de primeiro ciclo, mais próximos da matéria-prima, nas pastagens longas das escolas, com ar absorto, quase todos de anel de curso no dedo, como se fosse uma carapaça de protecção contra os perigos que possam surgir no horizonte, como se a qualquer momento pudessem erguê-lo e defender-se de qualquer ataque. A sua indumentária é a mais carregada de marcas visíveis, ouro em todos os dedos, novos escudos... ou o equivalente às cores berrantes de algumas rãs que nos avisam o quão venenosas são.

Logo depois estão todos os professores de segundo ciclo, criaturas que nem na carne nem no peixe se definem, alguns herbívoros também, outros já predadores, culpando os seus colegas de ciclo anterior de todas as mazelas, defeitos, falhas, piolhos, gastroentrites que os alunos possam trazer consigo.

Os do terceiro ciclo, criaturas mais altivas, fortes, olham em volta sempre com o ar de quem diz: "Nós não fazemos isso assim..." Intrigam-se com a quantidade de espalhafato, cartazes, materiais que os seus colegas do ciclo imediatamente anterior gastam para dar os mesmos noventa minutos de aula que eles mesmos dão sem tantos gastos. "Não compreendo, nós não fazemos assim..." Há muitas mais probabilidades de encontrar um professor do terceiro ciclo andrajoso, com roupas quase rasgadas (e as mais caras de todas), especialmente se forem de artes ou das novas tecnologias. Apenas o seu tamanho é suficiente para assustar inimigos. Se isso não fôr suficiente, basta dar aulas num Liceu  de cidade, daqueles que se escrevem sempre com letra maiúscula para poderem estar descansados.

Os professores universitários são, para os outros, o equivalente a um unicórnio ou um grifo. Foram vistos algures no Tempo, num qualquer curso superior, ninguém se lembra bem do seu aspecto. Professores universitários são seres capazes de atingir velocidades próximas da do som. Alunos vêem-nos muito raramente, entram e saem com um tiro, arremessam um acetato qualquer em cima de um retroprojector do qual nem reparam que está avariado e voam de novo, rumo a um novo douturamento, um ninho no topo de uma escarpa ou outro cargo numa outra universidade de onde sairão a voar num ápice de novo.

Só os voltamos outra vez na TV, com um dedo apontado ao ar, voceirando uma qualquer linha partidária, a votar um lei da qual nada sabem excepto que está a ser votada... Isto até serem chamados para ser Ministros e passam a comer todos os outros elementos da cadeia alimentar..."

publicado por Luís às 22:22
ligação | comentar
1 comentário:
De ana afonso a 21 de Novembro de 2008 às 09:18
nem todos os professores universitários são assim... :(


Comentar post

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Artigos recentes

assim a modos que daquela...

coisas em que não se pens...

também é verdade

os anéis no céu

P.A.C. Man

no trabalho

emoções

à procura...

#1

intenções

RSS

:.