Sábado, 12 de Abril de 2008

Crohn

A Doença de Crohn é uma inflamação que atinge os intestinos e cujos sintomas iniciais são semelhantes aos de uma apendicite, com dores e inchaço na zona baixa da barriga. O evoluis das mazelas pode incluir dores intensas, náuseas, diarreias, vómitos, entre outras coisas bonitas. Não se conhecem as causas exactas, e as teorias científicas apontam para uma conjugação de tendências genéticas, factores ambientais e a presença de determinados microorganismos. Não é conhecida uma cura, fica para a vida toda, e apresenta flutuações na intensidade dos sintomas, com aqueles momentos em que um está tão mal que até levantar da cama é o atrofio (quanto mais ir trabalhar). O mais chato/aborrecido/irritante/etc., no entanto, talvez seja a dieta pateta que é necessário fazer, tão restrita que não lembra nem aos monges tibetanos. Estão proibidos os habituais culpados da alimentação dos nossos dias, como fritos, gorduras, temperos abusivos, alcóol, fast food, mas também leguminosas (feijão, grão-de-bico, ervilhas), determinados vegetais e frutos, leite, cereais, e de uma maneira geral tudo o que tenha um grande teor de fibras. É por isso que existe um sintoma nos pacientes de Crohn, não documentado, mas extremamente certeiro, de atirar a televisão pela janela fora quando passam aqueles anúncios das fibras ajudarem a regular o trânsito intestinal.

 

A cantora Anastacia levou uma cirurgia aos intestinos com treze anos, e se algumas imagens não mostrarem aquela cicatriz na barriga, é porque levaram com o tratamento Photoshop


Agora, Crohn parece nome de um dos maquiavélicos deuses da antiguidade (nas histórias de Robert E. Howard o grande deus era Crom). Há um par de anos, estudos usaram o Viagra para combater a doença, o que pode dar origem a slogans engraçados como "O Viagra e Crohn: Faça amor, pela sua saúde!". Além disso, uma das mais conhecidas figuras com a doença de Crohn é a cantora Anastacia, que por certos e determinados motivos, os quais não me darei ao trabalho de explicar, merece ser amplamente analisada como caso de estudo. Anastacia é uma das que acredita que a doença tem origem em factores emocionais, ou como a repressão de sentimentos só pode dar caca, e considera que ter a doença a ajudou a descobrir-se enquanto pessoa e a elevar-se enquanto ser humano. Já o guitarrista dos Pearl Jam, Mike McCready, é um pouco mais sóbrio e admite que o grupo de Seattle por mais de uma vez cancelou concertos por McCready se estar a desfazer no WC. O antigo presidente dos E.U.A., John Kennedy, também padecia de Crohn, mas esse também sofria de tudo e mais alguma coisa, pelo que uma inflamação a mais ou a menos nem conta. Marvin Bush, o irmão mais novo de George W., é que não deve ter grandes teorias acerca da inflamação intestinal o ter ajudado enquanto ser humano, pois usar um saco de colostomia é onde se traça uma linha entre cantarolar como tudo na vida é belo e merece ser vivido, e entre as coisas como elas são. Finalmente, o escritor Mark Millar pode não ter o absurdo de Kafka ou a crueza de Hemingway, mas é o autor de The Ultimates. E os Ultimates, já se sabe, são o máximo!

 

Acima, um detalhe da página óctupla (não é dupla, nem tripla, nem quádrupla, é mesmo 8x) da última edição de The Ultimates

Etiqueta:
publicado por Rui às 16:03
ligação | comentar

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Artigos recentes

assim a modos que daquela...

coisas em que não se pens...

também é verdade

os anéis no céu

P.A.C. Man

no trabalho

emoções

à procura...

#1

intenções

RSS

:.