Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Emigrado...

Gosto de ouvir os professores. Gosto de ouvir os meus "colegas" que estão a leccionar no Continente. Tenho ouvido coisas fantásticas como, se estou a dar aulas na Região Autónoma dos Açores, não é justo que, anos depois, volte a tentar concorrer para o Continente e passe à frente de todos aqueles que ficaram por suas casas a ensinar. Tenho ouvido coisas do género do tempo de serviço que se acumula nas Regiões Autónomas não deveria contar para efeito de carreira. Que deveria ser outro sistema...

E é nesta altura que eu, do alto dos meus quase cinco anos de blog, e outros tantos de ensino (coisa pouca, bem sei), digo por aqui algo pela primeira vez e do fundo do coração: "Fodei-vos, vós que assim falais." Digo isto com o maior dos respeitos, desde logo visível pela deferência da segunda pessoa do plural. Mas digo-o. Porquê? ... Porque é bem simples dizer tais coisas daí, do quentinho da casa, onde também já estive a trabalhar. Não me estou a queixar, fiz o salto para trabalhar aqui porque o quis. Só a fruta que cai da árvore é que dá nova planta. Mas (e pela primeira vez venho com este paleio bem católico de bater no peito e afins) não dar valor a quem faz esse sacrifício é apenas entristecedor. Lá chegaremos ao dia em que tal vai acontecer, bem sei, é o caminho que as coisas tomam. Mas por enquanto...

Estar por aqui põe muitas coisas em perspectiva. Posse, por exemplo. Possuir coisas, comprar DVD's, ter uma colecção gira de CD's ou jogos, ter mais que dez mudas de roupa é absolutamente ridículo. A minha Vida tem limite de peso e são 25 a 30 kilos. Qualquer coisa além disso é para deixar para trás. Quando compro roupa penso no peso que esta tem. Quando compro um CD, ripo-o para o computador e rezo para que nada me aconteça ao mesmo. Compro um jogo original e tenho que procurar o crack como se fosse copiado porque não tenho hipóteses de andar com os discos atrás de mim.

E quanto ao estar cá... Tive que alugar, desta vez, uma casita térrea numa vila perto de onde trabalho. A vizinhança da escola não tem nada mais além de uma mercearia. A casita tem grilos que gostam de passear no meu cesto da roupa suja e ratos do tamanho de coelhos que fazem sapateado nocturno por cima do forro do telhado. Caramba... Estas coisas têm que valer de alguma coisa quando se tenta depois fazer o salto para o Continente...

Quanto aos ratos, por aqui nem se encontra veneno para tentar tratar deles. O mais certo é deixar um pedaço de pão ao ar até este apanhar bolor e depois enfiá-lo em algum dos buracos da casa. Pode ser que tenha sorte e os meus inquilinos roedores sejam alérgicos à penincilina...

publicado por Luís às 00:56
ligação | comentar
3 comentários:
De Nuno a 3 de Outubro de 2008 às 02:45
Pois é, sei bem o que é essa vida. Só que nunca me preocupei com a quantidade de coisas que acumulei, e agora tenho 12 caixotes cheios de tralha para enviar de volta pra Madeira... Isto após uma triagem em que só aproveitei 30% do que tinha!

Ser ilhéu é ser especial. E talvez mereçamos alguns benefícios especiais!

Em que ilha dos Açores estás? Nem há veneno para ratos?!


De Flowerbomb a 16 de Outubro de 2008 às 17:01
Volvidos alguns anos, também eu espero que ter saído da minha terra para vir para o Continente tenha valido alguma coisa. Continuo à espera.
Aí são ratos e aqui baratas.


De Joanina a 17 de Outubro de 2008 às 22:57
Desculpa-me se mal te pergunto... Mas em que ilha e que estas a dar aulas?... No Corvo...?... E que na minha opinião, o teu post da uma imagem assim um tanto ao quanto deturpada do que e viver nas ilhas. Se estivesses a dar aulas numa aldeola qualquer nos confins de Trás-os-Montes , se calhar estavas bem pior... Mas, ah e verdade!, sempre estavas no Continente...
Jo


Comentar post

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Artigos recentes

assim a modos que daquela...

coisas em que não se pens...

também é verdade

os anéis no céu

P.A.C. Man

no trabalho

emoções

à procura...

#1

intenções

RSS