Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

emoções

A principal diferença entre o Homem e Animal é a capacidade extravagantemente absurda que esses humanos alcançam, não só na arte de pensar, quanto na arte de sentir. Enquanto mesmo um cão, talvez a espécie mais próxima de nós, exprime apenas emoções básicas - alegria, medo, tristeza, surpresa, raiva - qualquer pessoa consegue detonar numa explosão atómica de variedades emocionais. Mesmo as expressões mais simples podem ter diferentes graus de intensidade. O susto pode levar ao medo, o medo ao choque, o choque ao terror; o desconforto pode levar à melancolia, a melancolia à tristeza, a tristeza ao luto. E por aí fora.

 

Apesar disso, é ainda mais provável que duas emoções surjam juntam, tal como duas cores primárias que são adicionadas para criar uma terceira, e sejam expressas. O nojo e a surpresa levam ao "tu comeste isso?!". A empatia e a tristeza a um "ah, puta que pariu, até a MIM me doeu!". A raiva e a surpresa descambam no "¿¡que cojónes!?" - em espanhol, por supuesto, apenas e não só porque estou a aprender a língua, mas porque é de longe a linguagem mais indicada para peixeiradas e afins.

 

Mais incrível é termos sentimentos acerca dos próprios sentimentos, e emoções em cima de emoções. O adolescente que em vez de tentar afastar a depressão, enfia-se no quarto a fingir que é dor a dor que deveras sente, e a sentir-se bem por se sentir mal. O desconhecido que manda um espectacular tralho  à nossa frente, o que nos faz disfarçar uma gargalhada e sentir mal por nos estarmos a rir. Há, de facto, um imenso universo de possibilidades em todas estas complexidades da Emoção.

publicado por Rui às 19:45
ligação | comentar | comentários (3)

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Artigos recentes

emoções

RSS